A raposa e as uvas

Fábula de Esopo

Era uma vez uma raposa que estava passando por uma plantação de uvas, as parreiras estavam carregadas e a raposa começou a salivar de vontade de comê-las.

Então a raposa começou a pular para alcançar algum cacho, porém as parreiras eram muito altas e a raposa não conseguia.

Depois de tentar por um tempo ela desistiu e foi embora falando:

– Eu não queria mesmo, nem estão assim tão bonitas, aposto que estão azedas.

Foi saindo, mas ouviu um barulho atrás dela. A raposa então deu um pulo naquela direção pensando que um cacho de uvas tinha caído, mas era só um galho seco. Olhou para os lados para ver se tinha alguém vendo e muito sem graça foi embora

Conselho de vó: Às vezes, quando uma pessoa fala muito mal de alguma coisa, é porque ela quis muito essa coisa e não conseguiu. Para não admitir que não foi capaz, acha melhor dizer que não queria, ou até mesmo julgar mal quem possa ter conseguido. Quem desdenha quer comprar!

***

Veja aqui a história O Barulho na Sala

Veja aqui as informações do livro “Joãozinho e a Maçã