A raposa e a cegonha

Fábula de Esopo

Era uma vez uma raposa que gostava de pregar peças nos outros animais, ela era amiga de uma cegonha e num belo dia a convidou para almoçar em sua casa, já tramando contra a pobrezinha.

A cegonha inocente chegou à casa da raposa ao meio dia em ponto, morta de fome.

A raposa havia preparado uma sopa deliciosa, que cheirava muito bem, deixando a cegonha com água na boca.

Ao servir o prato, qual não foi a surpresa da cegonha, ao ver que a sopa estava servida em um prato raso. A cegonha com seu enorme bico não conseguiu beber um só gole da sopa, enquanto isso a raposa tomou tudinho e ainda por cima ficava falando do quanto a sopa estava gostosa.

A cegonha ficou sem graça e nada falou, mas resolveu dar o troco e convidou a raposa para um almoço em sua casa.

A raposa aceitou rapidamente.

No dia seguinte, conforme combinado, ao meio dia em ponto a raposa chegou à casa da cegonha, como no dia anterior o cheiro era maravilhoso e a raposa sentiu sua barriga roncar.

Ao servir a mesa a raposa se espantou ao ver que a sopa que sua amiga havia feito estava num copo bem comprido.

A cegonha facilmente colocava seu bico no copo e bebia rapidamente a sopa, já a raposa mal conseguia encostar sua língua no delicioso caldo.

Nessa hora ela percebeu que a cegonha havia lhe dado o troco.

Conselho de vó: Não é legal pregar peças em ninguém e nunca faça aos outros o que não gostaria que fizessem a você, saiba perceber as diferenças e necessidades das outras pessoas para assim tratá-las de acordo, com respeito.

***

Veja aqui a história da Raposa e as Uvas

Veja aqui as informações do livro “Joãozinho e a Maçã”