João e Maria

Conto dos Irmãos Grimm

Era uma vez um lenhador muito pobre que tinha dois filhos: João e Maria. Ele era viúvo da mãe das crianças e havia se casado de novo com uma mulher muito má.

Eles viviam às margens de uma grande floresta e passavam por uma fase muito difícil, estavam passando fome.

A madrasta malvada então tentou convencer o pai a se livrar dos filhos para que eles tivessem mais alimentos para comer. O pai não gostou desta história, e a repreendeu por isso.

Mas ela propôs um plano:

– O plano é simples, amanhã daremos a João e Maria um pedaço de pão, depois os levaremos à mata e lá os abandonaremos.

O lenhador não queria nem ouvir falar de um plano tão cruel e ficou bravo com ela.

João e Maria fingiram estar dormindo no quarto ao lado, mas ouviram toda a conversa. Maria começou a chorar e João a consolou:

– Fique calma minha irmã, papai não deixará que ela nos faça mal.

Então no dia seguinte, assim que o pai saiu para cortar lenha, a madrasta deu para cada uma das crianças um pedaço de pão e as levou para um local distante na floresta. João estava desconfiado do que a madrasta faria, então não comeu o pão que ela havia lhe dado e foi jogando as migalhas pelo caminho para saber voltar para casa.

Chegando a uma clareira a madrasta mandou que esperassem lá até que ela colhesse algumas frutas e lá ela os abandonou.

Maria começou a chorar novamente e João falou:

– Não chore, fiz uma trilha com as migalhas do pão, agora só temos que segui-la para voltar para casa.

João só não contava que os passarinhos comeriam todas as migalhas, e as crianças ficaram perdidas.

Depois de muito andar eles se surpreenderam ao ver que no meio da floresta havia uma casinha feita de biscoitos, doces e chocolate. Como estavam famintos começaram a pegar pedaços da casa para comer.

De repente uma velhinha saiu da casa e chamou as crianças para entrar, dizendo que dentro da casa havia muito mais alimento.

O que não sabiam era que a velhinha era na verdade uma bruxa, ela os fez comer até pegarem no sono e assim que dormiram ela os colocou em uma jaula.

Ela queria que João comesse muito e engordasse, para depois comê-lo e a pobre Maria ela fez de escrava para atender as suas ordens.

Todos os dias Maria levava muita comida para João e ele tinha que mostrar o dedo para que a bruxa visse se ele estava gordo.

Maria, percebendo que João estava engordando bolou um plano, como a bruxa não enxergava bem ela deu ao João um ossinho de galinha.

A bruxa estava inconformada porque não havia meio do menino engordar e mandava Maria dar cada vez mais comida a ele.

Depois de um tempo, já cansada de tanto esperar a bruxa falou pra Maria:

– Não aguento mais, coloque um caldeirão bem grande com água no fogo que vou ferver este menino. Hoje eu como um ensopado.

A bruxa continuou falando:

– Vou também fazer um pão para acompanhar o ensopado. Maria entre no forno para ver se está quente.

A bruxa queria fechar o forno quando ela entrasse e assar a pobre Maria.

Maria percebeu as intenções da bruxa e falou para ela:

– Eu não posso entrar, não cabe!

– Como assim não cabe, o forno é enorme – disse a bruxa.

– Eu não sei como entrar, acho que não vai caber.

– Sua boba, há espaço suficiente, olhe!

Então a bruxa entrou no forno para mostrar para Maria que cabia. Nessa hora Maria fechou e trancou o forno bem rápido e assim a bruxa morreu assada.

Maria então libertou João e os dois encheram os bolsos e duas bolsas bem grandes com biscoitos, doces, bolos e chocolate. Acharam ainda na casa da bruxa um baú cheio de tesouros, juntaram tudo o que podiam e fugiram dali.

Depois de muito andarem chegaram novamente a clareira e de lá ouviram o pai chamando por eles.

O lenhador havia descoberto a maldade da madrasta, a colocou para fora de casa e todos os dias procurava seus filhos na floresta.

Todos voltaram para casa cheios de alimentos deliciosos e com o tesouro e foram felizes para sempre.

Conselho de vó: Nunca confie em alguém desconhecido que te oferece muitos doces para que você entre em sua casa.

***

Veja aqui a história da Cigarra e da Formiga

Veja aqui as informações do livro “Joãozinho e a Maçã”