Cachinhos Dourados

Conto de Robert Southey

Era uma vez, uma família de ursos que vivia em uma cabana no meio da floresta, Papai Urso, Mamãe Urso e o Ursinho.

O Papai Urso era o maior e mais forte dos três, ele era também muito corajoso. A Mamãe Urso era gentil e delicada e era um pouco menor que o Papai Urso. O Ursinho era ainda uma criança e era muito curioso.

Um dia, logo pela manhã a Mamãe Urso fez um mingau delicioso, mas como estava muito quente ela colocou as tigelas de mingau na mesa e chamou o Papai Urso e o Ursinho para dar uma volta na floresta até que o mingau esfriasse e eles pudessem comer.

Enquanto estavam passeando pela floresta, apareceu na cabana deles uma linda menina com cabelos loiros encaracolados, ela era conhecida como Cachinhos Dourados.

Cachinhos Dourados não era uma menina muito obediente, ela tinha o mau costume de fugir de casa para passear na floresta sem avisar os seus pais.

Quando chegou à cabana ela bateu na porta, já estava cansada porque se perdeu na floresta e andou muito até chegar lá.

Ela bateu várias vezes, mas ninguém atendeu, então ela resolveu entrar.

Assim que entrou viu a mesa com as três tigelas de mingau, a tigela grande do Papai Urso, a tigela média da Mamãe Urso e a tigela pequena do Ursinho.

Como ela estava com fome de tanto caminhar, resolveu comer o mingau. Primeiro provou o mingau da tigela grande, mas estava muito quente, depois provou a tigela média, mas também estava muito quente, então provou a tigela pequena e o mingau estava delicioso. Resolveu comer tudo.

Depois de comer ela foi até à sala e lá ela viu três cadeiras, uma grande, uma média e uma pequena, como estava cansada sentou primeiro na cadeira grande, mas achou desconfortável, depois sentou na cadeira média, mas ainda estava grande para ela, então se sentou na cadeira pequena e estava perfeita e confortável, porém a cadeira não aguentou o seu peso e quebrou.

Como ainda estava cansada resolveu entrar no quarto e lá encontrou três camas, uma muito grande, outra um pouco menor e uma pequena.

Deitou-se na cama grande, mas achou muito dura, deitou-se na cama um pouco menor e achou mole demais, então deitou-se na cama pequena e a achou confortável. E lá ela dormiu.

Enquanto dormia os ursos voltaram do passeio e estranharam por ver a porta aberta, ao entrar, foram até à mesa para comer o mingau e então o Papai Urso falou:

– Mexeram no meu mingau!

A Mamãe urso também falou:

– Mexeram no meu mingau!

O Ursinho gritou chorando:

– Comeram todo o meu mingau!!!

A Mamãe Urso tentou acalmar o Ursinho e o levou para a sala. Então perceberam que tinha algo estranho.

O Papai Urso falou:

– Alguém sentou na minha cadeira!

A Mamãe Urso falou:

– Alguém sentou na minha cadeira!

E o ursinho que já estava chorando, chorou mais alto ainda:

– Quebraram a minha cadeira!!!

Os três então foram para o quarto e o Papai Urso falou:

– Alguém deitou na minha cama!

A Mamãe Urso falou:

– Alguém deitou na minha cama!

E o Ursinho gritou:

– Tem alguém dormindo na minha cama!!!

A Cachinhos Dourados acordou com o grito do Ursinho e ficou assustada de ver os três ursos olhando para ela. Ela saiu correndo do quarto e fugiu para a floresta.

Conselho de vó: Nunca saia de casa sem avisar seus pais. Tem que avisar que vai sair, aonde vai e que horas volta. E nunca entre na casa de ninguém, nem mexa em coisas que não são suas.

***

Veja aqui a história do João e Maria

Veja aqui as informações do livro “Joãozinho e a Maçã”