A galinha dos ovos de ouro

Fábula de Esopo

Era uma vez um casal que não tinha filhos e viviam em uma casa simples perto de uma floresta. Eles eram conhecidos por reclamarem de tudo, nada os satisfazia, se queixavam do sol, se queixavam da chuva, do frio, do calor e do que faltava. Mas reclamavam principalmente porque não eram ricos.

Um dia, um duende ficou sabendo do casal que reclamava de tudo e decidiu aprontar uma com os dois.

O duende foi para a floresta e ficou esperando o homem aparecer para cortar lenha.

Assim que o homem entrou na floresta o duende se apresentou e disse:

– Olá bom homem, você me parece triste, me conte o que houve?

O homem se assustou com a presença do duende, mas não queira perder a oportunidade de reclamar da vida e começou a falar:

– A minha vida é muito dura, as coisas nunca dão certo, tudo é muito difícil.

– Mas qual o seu problema, está passando fome? Está doente? – disse o duende.

– Não estou doente, nem passo fome, mas as coisas não estão bem. Sou pobre, eu e minha mulher não podemos gozar das coisas boas da vida e por isso somos infelizes.

– Tenho muita pena de ti, homem, – disse o duende – por achar que só quem é rico pode ser feliz. Mas de qualquer forma, vou te ajudar. Vou te dar uma galinha que bota ovos de ouro, ela bota um ovo por dia, em pouco tempo estarás rico.

Assim que o duende falou saiu uma galinha do toco de uma árvore.

O homem pegou a galinha desconfiado e foi embora para casa sem nem agradecer ao duende.

Chegando em casa ele contou à mulher todo o ocorrido e ela começou a reclamar porque achou que era tudo mentira.

Assim, depois de muito reclamar eles foram dormir, já achando que haviam sido enganados pelo duende.

No dia seguinte, pela manhã, a galinha começou a cacarejar e botou um lindo ovo de ouro maciço.

Ao verem o ovo ficaram muito alegres por perceber que era verdade, mas em pouco tempo eles começaram a reclamar porque teriam que esperar até o dia seguinte para que a galinha botasse outro ovo.

– Que grande azar, vamos ter que esperar muito até ficarmos ricos – disse a mulher.

– Assim é muito difícil, temos achar um jeito de acelerar isso – disse o homem.

– Uma vez ouvi dizer que dentro da galinha podemos encontrar todos os ovos que ela irá pôr durante a sua vida – disse a mulher.

– Nesse caso, se abrirmos a galinha vamos encontrar todos – disse o homem.

E assim eles mataram a galinha para pegar todos os ovos, mas o que viram foi que ela era uma galinha como outra qualquer e que não tinha nenhum ovo de ouro dentro dela.

Então, novamente eles começaram a reclamar da falta de sorte que eles tinham, de como tudo era difícil, penoso e que nunca ficariam ricos, nem seriam felizes.

Conselho de vó: A reclamação só atrai coisas ruins, quem tem esse costume não consegue perceber uma benção, nem que ela esteja na sua cara.

***

Veja aqui a história do Leão Apaixonado

Veja aqui mais informações do livro “Joãozinho e a Maçã”