O Morcego esperto

Fábula de Monteiro Lobato

Certa vez, perdido depois de uma tempestade, um Morcego caiu em um ninho de coruja, e teria ali ficado se não fosse a dona do ninho regressar e começar a enxotá-lo:

– Como se atreve a entrar na minha casa, não sabe que odeio os ratos!!!

– Então acha que sou um rato? Pois não tenho asa e voo como você? – respondeu o Morcego.

A Coruja não soube como discutir com o argumento e por isso lhe poupou a pele.

Procurando outro abrigo o pobre Morcego acabou parando na toca de um gato-do-mato, que ao ver o intruso começou a expulsá-lo dali:

– Como tem o topete de invadir a minha casa? Não saber que detesto aves?

– E quem disso que sou ave? Sou bicho de pelo como você!

– Mas sei que voa, não voa?

– Não, somente caio com elegância – respondeu o Morcego.

– Mas tem asa, não tem?

– Asa? Que tolice, teria asas se tivesse penas.

O gato-do-mato ficou sem argumento e o deixou ir embora sem prejudicá-lo.

Conselho de vó: em momentos adversos, quem se adapta, sobrevive.

***

Clique aqui para ver a história A Rainha das águas

Quer ganhar um e-book de histórias infantis? Clique aqui