Rato do mato e o rato da cidade

Fábula de Esopo

Era uma vez um ratinho da cidade que foi convidado para ir à casa de seu primo que vivia no campo.

Vendo que seu parente vivia pobremente de raízes e ervas, o rato da cidade convidou-o a ir morar com ele:

— Tenho muita pena da pobreza em que você vive –  disse o rato da cidade –  venha morar comigo e você verá como lá a vida é mais fácil.

Lá se foram os dois para a cidade, onde se acomodaram numa casa rica e bonita.

Foram logo à despensa e estavam muito bem, se empanturrando de comidas gostosas, quando, de repente, apareceram dois gatos.

Os dois ratos correram espavoridos para se esconder e precisaram ficar muito tempo escondidos até que os gatos desistissem da caçada.

— Eu vou embora para o meu campo, prefiro minhas raízes e ervas na calma, às suas comidas gostosas com todo esse susto.

Conselho de vó: Mais vale magro no mato, que gordo na boca do gato.

***

Clique aqui para ver a história O Milagre de Natal