O caçador e o camponês

Conto africano

Certa vez, em uma pequena aldeia, chegou um caçador que estava perdido. Ele foi até um camponês e perguntou:

– Você sabe o caminho para Gondar?

– Sei sim, mas já está anoitecendo e Gondar fica a um dia de viagem daqui. Você pode dormir em minha casa e partir amanhã cedo.

O caçador ficou feliz com a hospitalidade do camponês e aceitou o convite.

O camponês tinha três galinhas e matou uma para fazer um jantar ao caçador. Depois ele ofereceu ao caçador a sua cama e foi dormir no chão.

No dia seguinte, antes de partir o caçador falou ao camponês:

– Já que sabe o caminho para Gondar, você poderia me acompanhar até lá, para que eu não me perca novamente?

O camponês aceitou acompanhar o caçador, mas fez um pedido:

– Chegando a Gondar quero ver o rei, eu nunca o vi.

– Chegando a Gondar, prometo que verá o rei.

Assim eles partiram com o camponês montado na garupa do cavalo do caçador. Eles passaram por montanhas e bosques, por um dia e uma noite inteira de viagem.

Enfim, chegaram a Gondar e o camponês perguntou:

– Como vou saber quem é o rei?

– É simples, quando todo mundo faz uma coisa, o rei é aquele que faz outra coisa.

Assim, conforme eles passavam, todo o povo foi se ajoelhando, exceto o caçador e o camponês. Chegando ao palácio todos tiravam o chapéu, exceto o caçador e o camponês.

Intrigado com tudo aquilo, rindo, o camponês perguntou ao caçador:

– Quem é o rei? Você ou eu?

O caçador riu e respondeu:

– Eu sou o rei, mas você também é, porque sabe, como ninguém, como acolher um estrangeiro. A partir daí eles ficaram amigos para o resto da vida.

***

Clique aqui para ler a história O Galo e a Raposa