Marcelo Magrelo

Autor desconhecido

Era uma vez uma princesa muito linda chamada Maria. Ela vivia muito triste, desde que sua mãe havia falecido e ninguém conseguia fazer nada para ajudá-la.

Seu pai, na tentativa de alegrar a menina, resolveu lançar um desafio aos seus súditos. A pessoa que fizesse a sua filha sorrir receberia um saco cheio de moedas de ouro.

Várias pessoas se apresentaram, porém, ninguém conseguiu fazer a moça sorrir.

Um dia, depois de ver várias apresentações sem um único sorriso, de repente, ela começou a rir, ninguém entendeu nada porque não havia ninguém se apresentando. Então ela disse que estava rindo de um rapaz que tinha acabado de entrar no salão para se apresentar.

Ela riu porque ele era muito alto e muito magro, nunca tinha visto alguém assim como ele. Por causa disso, o rei entregou o saco cheio de moedas de ouro ao rapaz, que se apresentou:

– Me chamo Marcelo Magrelo e mesmo já tendo ganhado o desafio quero apresentar meu número de mágica para a princesa Maria.

Ele começou a se apresentar e todos ficaram impressionados com suas mágicas, a princesa ficou encantada por ele.

Depois desse dia, passaram a chamá-lo ao castelo para se apresentar para a princesa e para a corte. Os dois se tornaram amigos e depois se apaixonaram um pelo outro.

Marcelo Magrelo e a princesa Maria resolveram falar com o rei sobre o casamento, mas ele não gostou nada da ideia de ver a filha se casando com um homem qualquer.

Depois de muito insistir o rei aceitou o casamento, porém disse que eles deveriam ir embora do castelo porque aquele casamento era uma vergonha para ele.

Eles se casaram e foram embora do castelo para começar a vida em outro lugar onde ninguém sabia que ela era uma princesa.

Lá eles foram muito felizes e tiveram cinco filhos.

Depois de um tempo a princesa começou a ficar triste novamente. Marcelo Magrelo perguntou a ela o motivo da tristeza e ela respondeu:

– Sinto falta do meu pai, sei que ele nos expulsou por causa do casamento, mas ele é o meu pai e eu sinto falta dele.

Marcelo Magrelo também se entristeceu, porque não podia fazer nada para ajudá-la. Mas ele teve a ideia de chamar todos os artistas que ele conhecia para se apresentarem para a princesa e assim conseguir alegrá-la.

No dia as apresentações, quando todos já haviam se apresentado sem sucesso, entrou na casa deles um velho maltrapilho e de repente a princesa começou a rir, ela correu até o homem e o abraçou, reconheceu o seu pai, o rei.

Ele contou que se arrependeu do que tinha feito e partiu pelo mundo para procurá-la, mas seu barco naufragou e somente ele sobreviveu, depois disso passou a viver como mendigo, perdido pelo mundo até que finalmente encontrou a sua filha.

Eles se reconciliaram e a família ficou unida novamente.

***

Clique aqui para ler a história O casamento da Mãe D’água