A Raposa e o Corvo

Fábula de Esopo

Certa vez um Corvo roubou um queijo e foi sentar-se no alto de uma árvore para comê-lo.

A Raposa, vendo aquele queijo começou a salivar de vontade. Ela sabia que se pedisse, o Corvo não dividiria com ela, então falou para ele:

– Bom dia, meu amigo Corvo, fico feliz em te ver assim tão bem. Me disseram que o canto do rouxinol é o mais belo de todos, porém, tenho minhas dúvidas, acredito que o seu canto é ainda mais belo.

O Corvo ficou todo cheio ao ouvir aquele elogio.

A Raposa continuou falando:

– Cante, meu amigo, tenho certeza que vai desbancar todos os rouxinóis.

Assim que o corvo soltou o primeiro som, o queijo caiu do seu bico, bem nas mãos da Raposa, que saiu feliz da vida, rindo do acontecido.

Conselho de vó: desconfie sempre de quem fica te adulando para não ser enganado.

***

Clique aqui para ler a história Corcunda, manca e de pescoço torto